estética

aparelho Invisalign

Muitas vezes o empecilho principal para iniciar um tratamento sério em busca do sorriso perfeito é a negativa quanto a utilizar um aparelho que fique à mostra, distorcendo a estética facial. Mas para sanar este problema surgiu o Invisalign, um tratamento alternativo quando comparado aos tradicionais, pois faz um alinhamento dental muito mais discreto, quase invisível, sem usar fios metálicos ou bráquetes.

Baseado em um conjunto de moldeiras que além de removíveis são quase invisíveis, o tratamento é moderno, prático e conforme especialistas, pode entregar resultados melhores do que os obtidos com aparelhos convencionais. Mas uma dos questionamentos quase instantâneos quando se fala na moderna técnica é sobre o preço do aparelho Invisalign

Neste artigo vamos desmistificar a questão sobre o valor do tratamento e falar sobre a relação entre custo e benefício. Saiba mais!

Qual é o preço do aparelho Invisalign?

Para que o valor do procedimento ortodôntico seja determinado, o paciente deverá fazer uma avaliação que consistirá também na realização de alguns exames. Após isto já será possível para o profissional indicar o preço do tratamento, bem como a manutenção normal que é dada durante o mesmo.

Portanto é correto afirmar que o preço irá variar conforme as necessidades demandadas por cada paciente. É importante também que o se tenha em mente que trata-se de uma inovação na área da ortodontia e que tem sido largamente procurada nos últimos anos.

Por ter se disseminado, e muito por mérito de sua eficácia, o tratamento teve seu preço diminuído, principalmente considerando-se os últimos dois anos. Portanto devido a técnica ter ganho um bom espaço no panorama nacional, seu custo ficou menor, estando acessível para quem busca correção e alinhamento de seus dentes com um maior nível de assertividade, conforto e estética.

Preço do aparelho Invisalign relacionado ao tradicional

Para saber com exatidão o preço da técnica com a manutenção será necessário os procedimentos de consultas e exames já indicados. Porém é possível afirmar que o preço do aparelho Invisalign se comparado ao aparelho tradicional, pode até mesmo atingir o mesmo nível, principalmente se analisadas as seguintes questões:

  • O tempo do tratamento convencional pode ser de um até dois anos, o que dependerá de cada caso;
  • O paciente efetua o pagamento inicial de uma “taxa” e depois as manutenções necessárias;

Ao somarmos os dois quesitos acima, ou seja, a taxa paga inicialmente com as manutenções, o valor encontrado pode ser bastante semelhante ao do Invisalign. Aqui não estão sendo pesadas as características relacionadas à discrição, sendo este quase invisível, tampouco o conforto e a praticidade. Além de outros fatores que entregam ao moderno tratamento uma relação muito interessante entre investimentos e benefícios.

Em alguns casos o tratamento com o método inovador e eficaz pode até ser feito por valores inferiores aos tratamentos tradicionais. Reforçando os benefícios estão também: o tempo de tratamento, o aspecto funcional, pois pode ser retirado e colocado pelo próprio paciente e a qualquer momento, a saúde das gengivas e por fim, resultados que na maioria das vezes são superiores.

Quando se fala em preço e em relação entre custo e benefício, devemos considerar, principalmente em tratamentos estéticos, o aumento da autoestima, sendo este, um fator que nunca deve ser precificado, mas sim valorizado!

Implante Capilar

Se você sofre com a calvície ou a queda de cabelos, já deve ter pesquisado a respeito do implante capilar.

Vale lembrar que a calvície é mais comum entre os homens e vem de forma hereditária, devido à chamada alopecia androgenética.

Neste caso, os fios vão se tornando tão finos que acabam invisíveis aos olhos, como os fios presentes no rosto, em áreas que não possuem barba.

Já a queda de cabelos pode ocorrer devido a diversos fatores, como disfunções hormonais, estresse, entre outros. Em ambos os casos, a solução para a recuperação definitiva dos fios pode ser um implante capilar.

O QUE É IMPLANTE CAPILAR?

Trata-se de um procedimento cirúrgico que transporta os folículos capilares saudáveis para a região sem cabelos. Ao serem transplantados, os folículos vão crescer naturalmente sobre a área calva.

Para casos de alopecia androgenética é a única solução definitiva. E pode ser uma alternativa para quem apresenta quadro  grave de queda capilar.

Antigamente, os implantes eram realizados a partir da transferência de grande parte do couro cabeludo, deixando uma aparência desagradável ao final da cirurgia.

Hoje, e as técnicas empregadas são bem mais modernas, e o resultado é um cabelo natural e saudável.

COMO É FEITO O IMPLANTE CAPILAR?

Retirada dos folículos da área doadora

Os folículos capilares podem ser transplantados através de duas técnicas. Aquela denominada FUE, que transfere os fios um a um. E outra chamada FUT, que fará uma incisão um pouco maior, removendo uma faixa de couro cabeludo para a área receptora.

Em ambas as técnicas, os folículos capilares são transplantados da área lateral ou da nuca. O processo é feito com instrumentos específicos, denominados (punch) coletando junto aos fios, também, glândulas e músculos.

Demarcação do contorno e preparação da área receptora

No caso da técnica FUE, a área receptora (calva) é demarcada pelo cirurgião em conjunto com o paciente. Depois disso, são feitos pequenos “furinhos” com laser ou outros instrumentos, com aproximadamente 2mm de diâmetro e 4mm de profundidade, para a recepção dos folículos.

Implantação dos fios

Após a retirada dos folículos, estes são transferidos para a área careca, já com o preparo para a recepção dos mesmos. Como os fios são retirados com glândulas e músculos, vão se adaptar ao couro cabeludo, crescendo naturalmente.

Finalização e cuidados especiais

Com aproximadamente 3 horas de procedimento cirúrgico, os cabelos já estarão em seus lugares, sendo feitos curativos e procedimentos de rotina indicados pelo médico.

O paciente já pode retornar à sua rotina normal, apenas evitando a exposição prolongada ao sol por pelo menos 3 semanas.

Em alguns meses após a cirurgia, dependendo da evolução de cada paciente, os cabelos já começam a crescer de forma natural.

Uns 10 meses depois, já estarão adaptados à nova região, crescendo saudáveis e fortes como os demais.

Lembrando que os resultados dependem muito de cada pessoa, mas em geral melhoram a aparência e restituem a autoconfiança.

QUAL A MELHOR OPÇÃO?

Não há muitas restrições quanto às técnicas FUE e FUT, a não ser em casos específicos de pessoas com diabetes e doenças cardíacas graves.

Então se você está com a calvície em fase inicial e não precisa implantar muitos fios, ou ainda possui um couro cabeludo com pouca elasticidade, é recomendado optar pela técnica FUE.

A técnica FUT pode ser utilizada por quem deseja deixar os cabelos crescerem após a cirurgia, já que deixará uma pequena cicatriz linear que será encoberta pelos fios de forma natural.

Também é indicada para quem deseja um procedimento mais rápido, pois em uma única megassessão podem ser transplantados até 12 mil fios.

Muitos fatores serão observados pelo cirurgião especialista, garantindo que os fios estejam saudáveis e propensos ao crescimento.

Sendo assim, o primeiro passo é procurar um profissional especializado em cirurgia plástica e implante capilar, para que este possa orientá-lo sobre qual o processo mais adequado à sua necessidade.

Rejuvenescimento facial é uma série de tratamentos que visam restaurar a aparência jovem em um rosto humano. Existem duas categorias amplas de métodos usados ​​para alcançar esses resultados. O primeiro envolve o uso de meios cirúrgicos que também são comumente referidos como métodos invasivos, e o segundo é aquele que não envolve o uso de meios cirúrgicos e é comumente referido como o tratamento não invasivo.

Quase todas as técnicas de rejuvenescimento facial são invasivas. Minimamente invasivo significa que, embora o método não envolva meios cirúrgicos complicados de cortar a pele, há o uso de agulhas para infligir pequenas feridas na pele; pode ser suavemente cortado para que o processo de produção de colágeno possa ser acionado ou reativado. No entanto, nem todas as técnicas de rejuvenescimento minimamente invasivas estão focadas na reativação do processo de produção de colágeno; alguns introduzem o colágeno na pele através de injeções.

Exemplos de técnicas de rejuvenescimento facial minimamente invasivas:

peelings químicos

Estes são procedimentos que visam descolar a parte superior da pele; a profundidade depende do tipo de casca usada. Existem três tipos principais de peelings: peelings leves, médios e profundos. Quanto mais profundo for o peeling químico usado, maior a probabilidade de dar melhores resultados.

Peelings leves ou superficiais são feitos em intervalos regulares para manter seu impacto, pois afetam apenas a parte superior da pele externa. É usado principalmente para reduzir a aspereza da pele. Os peelings médios afetam a epiderme e a derme superior. Eles são melhor usados ​​para tratar linhas finas e pequenas rugas. Seu agente químico mais ativo usado é o ácido tricloroacético. Os peelings profundos afetam tanto a epiderme como a parte da derme da pele. Embora sejam altamente eficazes, são categorizados como tratamentos invasivos.

Botox

É uma técnica de rejuvenescimento facial que envolve o uso de uma medicação injetável feita a partir de uma toxina botulínica produzida por bactérias. Inibe o funcionamento normal dos músculos paralisando as células ou bloqueando completamente suas atividades.

Botox é melhor para o tratamento de rugas de movimento. Não ajuda em cicatrizes de acne ou danos à pele relacionados ao sol. Quanto mais profunda a injeção, mais eficientes são os resultados do uso do Botox. Desde que aborda apenas um aspecto do processo de rejuvenescimento. Botox dá melhores resultados quando usado em conjunto com outros tratamentos não invasivos como os enchimentos.

Preenchimentos

Os preenchimentos são usados ​​para tratar uma perda de volume na pele, formação de rugas, atrofia, depressão e ressecamento da pele. Existem vários tipos de preenchedores e maioria visa reintroduzir as células de colágeno no corpo. Alguns dos enchimentos à base de colágeno podem ser feitos de produtos humanos, suínos ou bovinos.

Estes não são duradouros quando comparados com os enchimentos de ácido hialurónico derivados de bactérias. Seus efeitos duram aproximadamente um ano, em oposição ao meio ano de vida dos preenchedores de colágeno.

Laser

A tecnologia laser usa energia de luz aquecida para provocar as mudanças estéticas esperadas na face de uma pessoa. Existem 2 tipos principais de lasers utilizados, nomeadamente: os lasers ablativos e não ablativos.

Os lasers ablativos causam alguma lesão na camada superior da pele durante o tratamento antienvelhecimento, enquanto os não-ablativos não causam danos à camada superior da pele. Como tal, eles têm menor tempo de inatividade. Alguns dos lasers comumente usados ​​para o rejuvenescimento facial são os lasers fracionários e os lasers de érbio.

Conclusão

Procedimentos de rejuvenescimento minimamente invasivos estão se tornando mais populares a cada dia devido à capacidade de uso amigável que eles possuem. Há uma quantidade mínima de dor envolvida nesses tratamentos, e o tempo de inatividade é mínimo quando comparado aos métodos cirúrgicos de rejuvenescimento da pele.